Osteopatia em Portugal

Vinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo Slider
Português (pt-PT)English (United Kingdom)
OSTEOPATIA EM PORTUGAL
There are no translations available.

Em Portugal  existe a Lei n.º 71/2013 de 2-9-2013,  Diário da República, 1.ª série — N.º 168 — 2 de setembro de 2013
Esta Lei regulamenta a Lei n.º 45/2003, de 22 de agosto, relativamente ao exercício profissional das actividades de aplicação de Terapêuticas Não Convencionais (TNC) onde a Osteopatia está inserida.

História da Osteopatia em Portugal

A Osteopatia em Portugal fundada em 1978 pelo Doutor em Osteopatia Mário Alberto Borges de Sousa, vindo da África do Sul, onde se Licenciou em Osteopatia pela Faculdade de Osteopatas do Lindlaher College of Natural Therapeuthic of South África em 1960.
Registou-se nos Serviços de Saúde de Pretória como Clínico Osteopata com o número 14/2/5 (362), tendo exercido clínica osteopática em Johannesburg e também em Lourenço Marques, Moçambique, quando era colónia de Portugal, e autorizado a exercer Osteopatia pelos Serviços de Saúde de Moçambique.

O Prof. Dr. Borges de Sousa implantou a Osteopatia em Portugal, nos anos 78 (a Osteopatia não era conhecida, nem falada em Portugal), tendo-se integrado numa equipa de Ortopedistas durante 9 anos e meio, completou o seu Mestrado em Gestão do Desenvolvimento e Cooperação Internacional em 1998 com a polémica tese: Medicinas Complementares e o seu Desenvolvimento no Contexto  Económico e Social: importância do Enquadramento destas Medicinas no Serviço Nacional de Saúde Português, onde incluiu uma análise geral dos problemas de saúde em Portugal, e orientou a sua tese para os aspetos socioeconómicos e em paralelo para a importância destas Terapias (onde a Osteopatia foi integrada) e a sua incorporação no Serviço Nacional de Saúde português, no contexto do desenvolvimento da saúde com o objetivo ao desenvolvimento da prestação de cuidados de saúde, visando uma política de saúde menos onerosa e mais adequada ao bem-estar da população portuguesa e em particular à população envelhecida, uma vez que já se previa em Portugal uma crise económica, social e da saúde. Pode verificar-se na tese que data de 1998, na pág.44: “Portugal, país com poucas possibilidades económicas dentro da União Europeia, terá de alterar a sua política de saúde para que haja uma equidade e estabilidade social, uma vez que o envelhecimento gradual da população não só altera o equilíbrio do tecido social como agrava as despesas sociais. Assim haverá necessidade de utilizar-se métodos terapêuticos menos agressivos, eficazes e mais económicos adaptados a certas patologias degenerativas como a Osteopatia.
O Prof.Dr.Borges de Sousa divulgou e desenvolveu a Osteopatia : como Osteopata profissional (Clínica Osteopática Dr. Borges de Sousa em Lisboa); com dezenas de palestras e conferências  em Universidades e Escolas Superiores de Saúde, conforme se poderá consultar no curriculum (www.osteopatiaemportugal.com); e como director e responsável pelos cursos Superiores de
Osteopatia, em Lisboa, da Oxford Brookes University de 1998 a 2005.

Como Coordenador de Osteopatia da Universidade Lusíada de 2005 a 2009;  presentemente director do ITS Instituto de Técnicas de Saúde - Colégio de Formação Profissional de Osteopatas,  com o  
Centro de Estágios (www.itsaude.com), onde prepara e forma Osteopatas, alguns a exercer no estrangeiro como em França, Alemanha e Inglaterra e com a inovação de oferecer GRATUITAMENTE tratamentos osteopáticos no Centro Clínico  de Estágios do ITSa pessoas com dores osteomusculares e com dificuldades económicas, tendo já efectuado cerca de 7 milhares de tratamentos em Lisboa e  também na cidade do Porto.

O Prof. Dr. Borges de Sousa trouxe a Portugal diversas individualidades bem conhecidas no mundo da  Osteopatia que efetuaram seminários e workshops, como Eyal Lederman, José Kunzler  em Clínica Osteopática, Laurence Charles Butler professor de neurologia aplicada à Osteopatia da British School of Osteopathy, Valéria Ferreira, professora de Osteopatia Visceral na British School of Osteopathy, M.Walter Lieweollyn McKone, professor na British School com 15 anos de prática de Clinica desportiva e com 5 publicações editadas em língua inglesa e língua alemã, Averille Morgan com o seminário “ A Osteopatia na gravidez e parto”,   Fabiano da Silva Clínico Osteopata  de crianças no Osteopathic Center for Children , Londres, Cristina Gioja, professora na Academia Superior di Medicina  Osteopatica (Roma), Jason Haxton Director do Museu  da A.T.Still University de Kirksville,Estados Unidos,  Jean Pierre Hyspa médico e  professor em escolas osteopáticas – Collége Osteopqthique de Provence – França e outros. O seu trabalho é reconhecido pelos maiores organismos e individualidades de  Osteopatia do Mundo, em Outubro 2012, foi homenageado pelo Presidente da A.T.Still University, Kirksville, Estados Unidos, o Prof. Doutor  Jack Magruder, que é a maior e a mais conceituada Universidade de Osteopatia do mundo.

 ost1  ost2
Prof. Dr. Jack Magrudere o Prof. Dr. Borges de Sousa Prof. Dr. Borges de Sousa com o neto de Still e o Dr. Jason Hacxton na A.T.Still University em Kirksville USA;

O Prof Dr. Borges de Sousa durante 35 anos a fazer clínica osteopática em Portugal e 31 anos a ensinar osteopatia, é o que mais tem vindo a contribuir para que a Osteopatia fosse conhecida e credível , com palestras desde  da década de  90, tanto em Portugal como no estrangeiro conforme seu curriculum, definiu bem a filosofia, os fundamentos e os conceitos osteopáticos, diferentes dos da medicina, em palestras em Universidades estrangeiras como na faculdade de Biologia em Barcelona com o tema a Osteopatia e as dores de cabeça, Universidades portuguesas, entre elas na Faculdade de Medicina de Lisboa, Escola Superior de Fisioterapia de Coimbra, Escola Superior de Saúde Vale do Ave em Famalicão, Faculdades de Enfermagem Gulbenkian, Faculdade de Farmácia de Lisboa e outras, conforme consta no curriculum, (www.osteopatiaemportugal.com), tendo em Fevereiro de 2012 efetuado uma palestra e um workshop na Universidade de Aveiro e convidado para integrar o comité Científico desse evento. Efectuou diversas conferências e foi o impulsionador do 1º Congresso Internacional de Osteopatia realizado em Lisboa em Fevereiro de 2011, que foi um êxito com mais de 200 osteopatas portugueses e estrangeiros.

 ost3ost4

Exibiu O DIA da Osteopatia em   Maio de 2014, onde estiveram diversas individualidades em Osteopatia  internacionais e nacionais, com uma adesão de  mais de 400 Osteopatas e em 30 de Maio de 2015 decorreu a 2ºediçao do Dia da Osteopatia com temas em debate como:
Osteopatia novas abordagens, Osteopatia métodos e técnicas, Osteopatia e mecanismos neurofisiológicos ,  novas profissões de saúde e do ensino, Osteopatia uma Profissão de Futuro.
Tem escrito diversos artigos sobre a Osteopatia conforme se poderá ver no seu curriculum.

Criou diversas associações como a ANO Associação Nacional de Osteopatas, a primeira  associação de Osteopatas, criada em 1983  em Portugal. Fundou  a ACPO - Associação Colegial Portuguesa de Osteopatas sendo a segunda associação de osteopatas criadas em Portugal.
Fundou o ITS - Instituto de Técnicas de Saúde que é uma associação profissional de osteopatas que incorpora  o Colégio de Formação Profissional de Osteopatas e com estas associações   Dr. Borges de Sousa  fundou a  FPO -Federação Portuguesa de Osteopatas. em 2001 e foi Presidente da direcção até finais de 2005, tendo o ITS desvinculando-se da FPO, O Dr. Borges de Sousa com outros osteopatas fundaram a OSTEOPAT Associação Portuguesa dos Profissionais de Osteopatia que com o ITS e a Arop fundaram a federação FEOP – Federação dos Osteopatas de Portugal, federação que está registada na ACSS – Administração Central do Sistema de Saúde.

Tudo isto para desenvolver e dar a conhecer ao mundo da Osteopatia a credibilidade e o desenvolvimento da Osteopatia em Portugal e também o ITS Instituto de Técnicas de Saúde que tem vindo a formar osteopatas bem qualificados para o mercado de trabalho.

O ITS é uma  escola de Osteopatia dentro dos modelos usados nas melhores escolas de Osteopatia estrangeiras,  desenvolvendo continuamente  o ensino da Osteopatia, com centro de investigação,  desenvolvida  não só  na experiência  do Prof. Borges de Sousa de 50 anos  a fazer clínica e 30 a ensinar Osteopatia, como pelo seu corpo docente composto por Osteopatas, uns  licenciados em Osteopatia, outros mestrados e outros doutorados.
Este desenvolvimento faz o progresso da Osteopatia e também a diferença, além da mais-valia com actualizações contínuas para o melhoramento do ensino da Osteopatia aos seus alunos, como por exemplo ser a segunda escola de Osteopatia na Europa a ter os modelos  para diagnóstico osteopático cedido pelo  A.T. Still Research Institute da A.T.Still University de Kirksville Estados Undos, para que os alunos do ITS possam praticar e ficarem com mais confiança no diagnóstico;  a Pós-graduação em Osteopatia pelo The John Wernham College of Classical Osteopathy & Clinic - Maidstone/England, um dos Colégios mais antigos de Osteopatia no Reino Unido, o Myofascial Release Institute UK & Ireland com os seus níveis de ensino em miofasciais I, II e III, dando uma maior confiança aos alunos formados pelo ITS no tratamento dos seus utentes de osteopatia.
Todo este desenvolvimento da Osteopatia em Portugal é reconhecido internacionalmente como atesta o convite ao Prof. Dr. Borges de Sousa participar com palestra e workshop no Fórum Internacional de Osteopatia, organizado pela OSEAN (Osteopathic European Academic Network, que é a organização europeia  de instituições de ensino em Osteopatia para  fomentar a colaboração e inovação das escolas de  Osteopatia) a realizar-se de  20 e 21 de Setembro 2012 em Sevres, Paris, no Centre International d’Études Pédagogiques (CIEP), onde irá apresentar com a sua equipe de investigação  processos inovadores de diagnóstico clinico osteopático apara os seus alunos.
É director do ITS Instituto de Técnicas de Saúde que tem parcerias com as escolas de ensino superior de Portugal, públicas e privadas, tendo sido coordenador das Pós-graduações em Osteopatia em diversas Universidades e Escolas Superiores como:
Universidade Lusíada
Universidade Vasco da Gama
Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Politécnico de Lisboa

E presentemente na:
Escola Superior de Saúde da Cruz Vermelha Portuguesa (ESSCVP)
Instituto Jean Piaget- ( Gaia e Viseu)

Consulte o Site do Instituto Técnicas de Saúde :www.itsaude.com